Não vamos falar de destino, pois a conversa iria derivar para algo mais metafísico ou religioso, aqui a conversa é mais "chão" e não tão céu... A escolhas que fazemos no decorrer de nossa vida. Isso sim, é mais "pé no chão" e muitas vezes nos incomoda em assumir e conviver com más escolhas e com ações feitas por impulso ou paixão.

Não basta trabalhar muito e torcer para que os resultados apareçam, é preciso fazer alguns planejamentos eficientes e muitas vezes a própria correria do dia-a-dia faz com que atitudes importantes e estratégicas fiquem para segundo plano. Um planejamento de finanças reúne ações continuas que depois de alguns meses se tornarão um hábito muito saudável. Planejar as finanças pessoais e familiares pode ser algo bem mais fácil e mais barato do que você imagina, basta disciplina e atenção. Quanto antes decidir fazer,melhores serão os resultados.

Página 1 de 3